Welcome* Bem-Vindo * Kirzeer * Benvenuto * Bienvenue * Willkommen * Välkomnande * Nрием * 歓迎 * Selam * 欢 * Witajcie *

2 de mai de 2009

O que acontece na Vegas...

Uma pessoa como eu que odeia balada talvez seja alguém indicado a fazer resenhas "imparciais" sobre a vida noturna.
Se você é do tipo que se aventura pela noite, quer descobrir lugares novos e a sua balada ideal, fica a dica. A Vegas não é aquelas coisas, mas se você não tiver dinheiro para ir na Pink Elephant, The Week ou Bubu, contente-se.
A entrada é dourada no maio estilo perua. A iluminação é a mais original que eu já vi. Não tem aquela luz pisca-pisca, cegante que dá dor de cabeça. São várias luminárias compridas e coloridas. No teto também tem várias mini-lâmpadas. Tinha um telão que passava um vídeo das gordas mais hilárias dançando, do Silvio Santos, dos melhores emoticons, etc. A pista principal é minúscula como em qualquer lugar que bomba - deve ser proposital - mas é mais fresco do que muitas outras. A pista de baixo dá para você bancar a bailarina, mas apesar de ser espaçosa a música não é animada como a de cima. Parece que você está num coquetel de gente velha que está se achando o máximo e descolado.
O público lá era 50% gay, 50% hétero. Mas a invasão de meus colegas bofes foi por causa da tal festa do Papel Pop. Eu encontrei um amigo lá e ele disse "Sabia que você ia vir, essa festa tem a sua cara!" Mas... a festa era totalmente gay. O pessoal começou a se empolgar mesmo quando tocou Circus da Brit, seguido de SexyBack do mara Justin. Teve pedidos - que não foram meus, juro - para tocar Keane pelo BBF do líder da festa e mais uma galera. Imagina, eu ia morrer. Tocou Toxic e depois de um tempo começou a tocar hip hop. As primeiras notas de Under Pressure começaram. Dica: amo Queen, era minha banda preferida até eu me deparar com o Keane, e esta por sua vez fez um cover mara.
Quando era a hora de gritar "Pressure", fiquei no maior vácuo. Meu amigo riu animal da minha cara. Era rap e não tinha nada de Freddie e muito menos Tom Chaplin na música. O refrão era, mas eu já tinha desanimado. E agora que estou ouvindo Under Pressure no show do Keane ao vivo na Espanha eu não ligo mais!

O pessoal lá num fica bêbado até cair, não tinha ninguém loucão, não tem putaria e é bem arrumadinho, tirando os três caras que estavam de boné (!) e o outro de bermuda e popete... (Gente, uó, fala sério. E eram héteros. Sem preconceitos Oo) Ah e o vovô loucão que tava arrasando na pista e nos xavecos para as ninfetas. Eu ganhei a noite com essa cena! Ah, e com a cara da minha amiga quando meu amigo gay levantou a camisa. Quero um emoticon ! Da cara dela... óbvio.

A fila é gigante, se prolonga até a escada, você fica esperando uma hora, mas mesmo assimanda rápido pelo menos.
Na fila, meu amigo ficou olhando um cara feio, careca e com um chapéu. Achou ele lindo. ¬¬
"O cara que eu achei bonito... está beijando outro cara.", eu disse sem me surpreender.

Fomos embora fedendo cigarro para variar.
Fiquei pensando frustradamente como o mundo realmente tá cada vez mais gay.
Antes até haviam indicios de ser minha culpa, mas... algo está acontecendo, mulheres.
Teve uma menina que pagou o maior mico xavecando um bofe bem bom, xD.
"Eu sou hétero, mas você é linda!"

As mulheres se livraram da época que eram forçadas a casar com quem não queriam ou se quer conheciam. São bem mais independentes e bla bla bla, mas será que valeu a pena?
Acho que é culpa daquela idiota feminista que queimou o sutiã. Ah, se tivesse viva ainda, eu juro que batia nela. HAHAHAHAHAAHHA. Brinks! ^^

Um comentário:

Beca disse...

vc desprezou o vegas e a augusta. O charme da augusta é ser cafona e arrumado. Pobre mas ajeitado, entende?
Vc não pegou a essência augusta mesmo. E nunca foi na pink elephant (nem eu) ou na Pacha (ewwww) pra comparar.
Ontem foi ótimo as músicas foram muito boas para meu ouvido pop.

Blog Widget by LinkWithin