Welcome* Bem-Vindo * Kirzeer * Benvenuto * Bienvenue * Willkommen * Välkomnande * Nрием * 歓迎 * Selam * 欢 * Witajcie *

20 de out de 2008

Fulanos

- Hnf. Por que todo cara que eu acho bonito é gay?!
- Estamos numa balada GLS, Érica. - Sylvia respondeu sendo que não era bem uma pergunta.
- Mesmo assim! - exclamei, dando as costas aos homens presentes. Continuei bebendo minha Coca, com pensamentos que tendiam entre capitalismo e comunismo até heterossexualismo e homossexualismo. O casal lésbico do meu lado parecia não se incomodar que os machos de nossa espécie estavam entrando em extinção. Pelo menos era o que a cara delas - e aqui eu me limito em descrevê-las - demonstrava.
"Break The Ice" terminou bem ao meu último gole de refrigerante. Estava quente e eu ainda com sede, mas cogitei as calorias e a osteoporose futuras e então, pedi uma água. Sylvia quis ir para a pista de baixo e lá fomos nós. Foi uma jornada incessante atravessar todas aquela agitação saltitante, aqueles beijos espaçosos e aquelas mãos heteros que puxavam as minhas em vão.
Minhas outras amigas, Camila e fulanas, prefiriram ficar em casa, decompondo na internet do que sair comigo. Não sei por que eu preferia pensar que era por minha causa, por eu ser chata e desagradável e não na verdade verdadeira: medo de serem abordadas por lésbicas e medo de não serem abordadas por homens.
Ou seja, racismo.
Mas eu não posso julgá-las uma vez que tenho pré-conceitos também.
Acho que ficar fula da vida que de sábado só tem hetero e achar só os gays bonitos é preconceito da mesma forma.
Ah, não, isso é carma.
Droga.

E droga, vou ficar cheirando a cigarro novamente por três dias.
Eu não sei por que eu insisto neste mundo da 'night'. Não vale a pena moral e financeiramente. Ainda as consequências a saúde podem ser catástroficas.
E a atmosfera está pesada. Me sinto isolada e culpada por eu levar heteros hoje numa balada GLS e atrair heteros. Os gays me olham de soslaio com desdém. Sinto me distante de uma sociedade que me acolheu por eu ser tão marginalizada quanto eles. Mesmo que por motivos completamente diferentes.
Agora eles me enxergam com uma garota comum, igual.
Afastam-se de mim como se eu tivesse uma virose. Como Camila e fulanos fazem por motivos que se completam, por serem opostos e semellhantes.



Todos os meu mundos parecem fechados para visitação.

Um comentário:

Sara disse...

voce nao viu nada eriquinha flor...

somos lindas enquanto carne nova, e nenhum dos heteros valia a pena?
beijos

Blog Widget by LinkWithin